Voltar ao site

Bancada do PSOL aciona PGR contra Bolsonaro por esquema de rachadinha

Os novos indícios de que houve envolvimento direto do presidente da República, Jair Bolsonaro, no esquema ilegal de entrega de salários de assessores no período em que ele exerceu consecutivos mandatos de deputado federal (de 1991 a 2018) - divulgados nesta segunda-feira (05/07) em reportagem especial do site UOL - serviram de base para a representação que a bancada do PSOL apresentou junto à Procuradoria Geral da República (PGR).

A bancada do PSOL também vai reforçar a coleta de assinaturas para o pedido de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que havia protocolado desde março, com a finalidade de investigar as denúncias de desvio de dinheiro e pagamentos ilícitos ao presidente da República, Jair Bolsonaro; ao vereador pelo município do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro, e ao senador da República Flávio Bolsonaro, seus filhos, no esquema que ficou conhecido como “rachadinha”.

"Estão cada vez mais evidentes os desvios envolvendo a família Bolsonaro. Agora as suspeitas recaem sobre o presidente da República, que parece ser pioneiro no conhecido esquema da rachadinha. Toda semana é um novo escândalo. Bolsonaro e seus filhos precisam ser investigados por todos as denúncias que existem contra eles", destada a líder do PSOL na Câmara, deputada Taliria Petrone (RJ). 

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK