Voltar ao site

 

Ministros do governo Bolsonaro devem explicar ao TCU filas para o Auxílio Brasil

Foto: reprodução/G1

A bancada do PSOL enviou nesta terça-feira (31/05) representação ao Tribunal de Contas da União (TCU) contra os ministros da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento, e da Economia, Paulo Guedes, por causa da enorme fila de famílias para receberem o Auxílio Brasil. Também foi protocolado na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara requerimento de convocação de Ronaldo Bento.

Dados do próprio Ministério da Cidadania apontam que mais de 764 mil famílias já tiveram o cadastro aprovado pela pasta, mas que precisam aguardar eventual aumento no orçamento do Auxílio Brasil ou a saída de algum beneficiário para então receber o pagamento. Mas a Confederação Nacional de Municípios afirma que a espera atinge 1,3 milhão de famílias. O valor do auxílio é, em média, de R$ 400 por mês.

“Essa é a face mais perversa do Governo Bolsonaro e mostra que há um verdadeiro modus operandi nos entraves destinados dos recursos destinos aos mais pobres, a exemplo dos obstáculos criados na concretização do Programa Auxílio Brasil”, destaca a bancada na representação. “A situação consiste em inegável retrocesso social, fragilização de direitos fundamentais e à flagrante violação aos princípios da dignidade da pessoa humana e outros princípios sensíveis da Constituição Federal”.

O requerimento de convocação, assinado pelo deputado Ivan Valente (SP), ressalta que “a extrema pobreza ainda figura como o grande problema do nosso país, e tudo indica que ela deve aumentar substancialmente nos próximos anos, colocando em evidência um verdadeiro retrocesso social, com fragilização de direitos e garantias fundamentais consagrados em nossa Constituição Federal, caso o governo não destine recursos do orçamento para esta parte da população.”

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK