Voltar ao site

PSOL envia carta a Witzel cobrando investigação das ações policiais que mataram jovens em favelas do RJ

Na foto montagem, os jovens João Pedro e João Victor, assassinados nesta semana pela Polícia

A bancada do PSOL na Câmara protocolou um ofício direcionado ao gabinete do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, na tarde da última quinta-feira (21). O documento reforça que situações como as que culminaram na morte de João Pedro e João Vitor, de 14 e 18 anos, não podem ficar sem resposta. As ações bárbaras do polícia do RJ violam tratados internacionais de direitos humanos.

No texto, os parlamentares citam relatório da Anistia Internacional que narra a comum prática dos chamados “Caveirões” entrarem nas favelas com policiais atirando sem alvo definido nem confronto existente.

“Em sua pesquisa, a Anistia Internacional pode verificar que, além do despreparo e da falta de controle da Polícia Militar sobre o uso de armas de fogo, há também tentativas de criminalizar a vítima e alterar a cena do crime para justificar a suposta legalidade da ação policial. Duas formas de dificultar as investigações e tentar garantir a impunidade são alterar a cena do crime e forjar a suposta ‘resistência’ por parte da vítima”, apontam os deputados do PSOL.

Os parlamentares cobram a responsabilização e o imediato afastamento dos responsáveis pelas ações criminosas da polícia do Rio de Janeiro e pedem o fim desse tipo de operação policial que mata indiscriminadamente nas favelas e morros do RJ.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK