Voltar ao site

PSOL pedirá abertura de CPI para investigar empresas de Paulo Guedes em paraíso fiscal

Foto: Edu Andrade/Ascom/ME

 

A bancada do PSOL na Câmara dos Deputados, por meio de sua líder TalíriaPetrone (RJ), vai apresentar requerimento, nesta segunda-feira (4), e iniciar a coleta de assinaturas para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigue as empresas do ministro da Economia, Paulo Guedes, em paraísos fiscais, as chamadas “offshores”.

Reportagem que denuncia a existência de empresas “offshore” no nome doministro Paulo Guedes e do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto,foi divulgada neste domingo (3), através do consórcio de jornalistas que investiga os Panama Papers, conjunto de 11,5 milhões de documentos confidenciais de autoria da sociedade de advogados panamenha Mossack Fonseca que fornecem informações detalhadas de mais de 214 mil empresas de paraísos fiscais offshore, incluindo as identidades dos acionistas e administradores. 

O Código de Conduta da Alta Administração Federal proíbe, em seu artigo5º, “investimento em bens cujo valor ou cotação possa ser afetado por decisãoou política governamental a respeito da qual a autoridade pública tenha informações privilegiadas”. 

Paulo Guedes lucrava milhões de dólares com a disparada da inflação e aalta do preço do dólar no Brasil, enquanto ao menos 19 milhões de brasileirospassam fome todos os dias. 

Além do pedido deabertura de uma CPI, o PSOL, junto com os partidos de oposição, aciona também oMinistério Público Federal (MPF) para que o evidente conflito de interesses de Paulo Guedes e Roberto Campos Neto seja investigado. A convocação dos dois na Câmara dos Deputados também foi apresentada pela oposição. 

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK