Voltar ao site

PSOL propõe passaporte sanitário para acesso de parlamentares e autoridades ao Plenário

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A bancada do PSOL na Câmara vai protocolar junto ao presidente Arthur Lira um plano para o retorno presencial com medidas protetivas para deputados e servidores. A volta está prevista para dia 18 de outubro. 

A líder da bancada, deputada Taliria Petrone (RJ), convidou toda a oposição pra assinar o documento. A implantação do passaporte sanitário impediria o acesso de autoridades que não comprovassem vacinação contra a Covid, caso do atual do presidente Jair Bolsonaro.

No documento, os deputados afirmam que o eventual retorno das atividades ao sistema presencial ocasionará o aumento da circulação de parlamentares e assessores nos aeroportos, o aumento exponencial de servidores nas áreas de trabalho e o aumento da população circulando nas dependências da Câmara dos Deputados.    

"Este cenário torna obrigatório e urgente que seja apresentado um plano completo com medidas rigorosas e detalhadas de contenção da proliferação do vírus nas dependências da Câmara dos Deputados e, consequentemente, por toda a população atingida", ressaltam.

Lembram, ainda, que o  presidente Jair Bolsonaro se isola como um dos últimos líderes negacionistas do mundo. "Por diversas vezes, Jair Bolsonaro e seus seguidores, inclusive deputados/as federais, confrontaram e menosprezaram as orientações das autoridades sanitárias, nacionais e internacionais, que preconizam medidas de contenção como o distanciamento social, o uso de máscaras, a restrição da circulação de pessoas e o isolamento".     

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK