Voltar ao site

Talíria recorre à ONU contra ameaças de morte e pede proteção às mulheres negras na política

A deputada Talíria Petrone está denunciando à ONU as ameaças de morte que venho sofrendo. Além de que a Organização cobre do governo brasileiro respostas não apenas sobre seu caso, a deputada faz o mesmo pedido sobre o assassinato de Marielle Franco e que a entidade apresente um plano para proteger mulheres, em especial negras, contra a violência política.
 

Na denúncia, ela afirma que "como deputada eleita, defensora dos direitos humanos e uma mulher negra que se identifica com as lutas contra o racismo, a misoginia e outras formas de intolerância, percebo as ameaças dirigidas a mim como uma ameaça à própria democracia".
 

Proteger a democracia é também proteger suas representantes democraticamente eleitas. Você pode ver a denúncia enviada aqui e também a reportagem completa na coluna do jornalista Jamil Chade.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK